Como tocar e cantar ao mesmo tempo

Como tocar e cantar ao mesmo tempo

Tocar e cantar ao mesmo tempo é algo totalmente natural. Tanto é que, mesmo com pouca experiência, torna-se algo presente em todos os violonistas.

Todavia, como em tudo na vida, isso querer tempo, paciência e muito estudo! Nada se aprende do dia para a noite, não é mesmo? Mas, com dedicação, chegamos aonde queremos.

Hoje, dedicarei meu tempo a ensinar todos os passos que te levarão ao domínio deste talento.

Em pouquíssimo tempo — mesmo —, você poderá tocar e cantar ao mesmo tempo com maestria. Suas apresentações e estudos ficarão mais profissionais, bonitos e prazerosos.

E então? Vai perder essa? Aposto que não! Por isso, siga-me!

Antes de tocar e cantar ao mesmo tempo

Dicas para você aprender a cantar e

Uma coisa extremamente importante é: antes de cantar e tocar ao mesmo tempo, devemos estuda-los separadamente.

De fato, o canto e o toque instrumental pertencem à mesma arte: a Música. Contudo ambas atividades implicam em funções cerebrais um tanto distintas, que exigem talentos específicos.

Por exemplo: o canto demanda controle de respiração específico, utilização frequente da memória, caras, bocas e ações de garganta bem particulares.

O toque instrumental, por outro lado, demanda maior ação motora de extremidades, cálculo rítmico e harmônico e repetição.

Justamente para isso, para cantar e tocar ao mesmo tempo do jeito certo, deve-se conseguir gerir tudo isso quase que automaticamente.

Assim, o desenvolvimento da memória muscular torna-se determinante para a prática. Com ele, além de fácil e simples, o canto e toque simultâneos ficam melhores e mais agradáveis.

Mas falemos mais da memória muscular e de como alcançá-la, tudo bem?

O que é e para que serve a memória muscular

Tocar e cantar ao mesmo tempo

Chama-se memória muscular o acúmulo de experiência que nos permite agir sem precisar pensar. Com isso, conseguimos realizar múltiplas tarefas ao mesmo tempo.

Já imaginou se, para andar, você precisasse se concentrar em cada movimento? Seria incrivelmente trabalhoso, não é mesmo?

E como é que conseguimos andar, conversar, prestar atenção nas coisas e pensar ao mesmo tempo? Loucura, não é mesmo?

Ocorre que, sendo uma coisa determinante em nossas vidas, fazemos sem precisar de muito. Nosso corpo já aprendeu tão bem que, mesmo sem controlarmos, a ação ocorre por si.

A grande questão é: tudo que seja aparentemente muito importante pode se beneficiar disso. Até mesmo confeitar um bolo, por exemplo.

Assim, se queremos tocar e cantar com perfeição, devemos apostar na memória muscular. Mas não apenas para um ou outro talento. Ambos devem estar desenvolvidos.

No caso do canto, o desenvolvimento precisa ser superior. Isso porque o canto custa muitíssimo ao corpo, enquanto o toque, não.

Desse modo, faz-se necessário estudar e treinar muito mais o canto. Afinal, sendo a tarefa mais complexa da equação, ela deve ser nosso ponto de foco.

Como aprender a cantar melhor

Cantar melhor para tocar e cantar ao mesmo tempo

Você já sabe que, para tocar e cantar ao mesmo tempo, deve estudar mais canto. Penso que isso já esteja totalmente claro.

Mas seria crueldade eu dizer isso e não dar o caminho das pedras, não é mesmo?

Por isso, buscando garantir que você tire máximo proveito desta lição, indico:

Com postura adequada, respiração e, principalmente, aquecimento vocal, seu progresso será espantoso! De verdade!

A partir daí, bastará que exercite com frequência estes talentos. Fazendo isso, seu cérebro reconhecerá que o canto é importante. A memória muscular entrará em ação num piscar de olhos.

Atentando-se ao toque instrumental

Dicas para aprender tocar e cantar ao mesmo tempo

Realmente, o toque instrumental demanda menos esforços e treinos que o canto. Porém entenda-se bem: não é menos importante, quando se pretende Tocar e cantar ao mesmo tempo.

Neste então, você precisará manter a atenção em poucas questões. São elas:

  • Postura corporal, para que consiga tocar e cantar ao mesmo tempo sem atrapalhos;
  • Ritmos e batidas, de modo que a música flua bem com ajuda da memória muscular;
  • Transição de acordes de violão.

O lance da transição de acordes é tremendamente importante. Se você precisa pensar em desenhos ou em que dedo faz o que, a memória muscular não aconteceu.

Por isso, pratique muito. Muito mesmo! Seja capaz de se deixar levar, ao tocar e cantar ao mesmo tempo, sem precisar pensar no que faz.

Quando estiver com estas habilidades, pode apostar: você estará no ponto para tocar e cantar ao mesmo tempo de forma bela e funcional.

Na hora de tocar e cantar ao mesmo tempo

A partir do momento que você já dominou o canto e as habilidades mínimas do toque, tudo ficará mais simples.

Bastará apenas trabalhar uma música, e treiná-la bastante.

É imprescindível que a escolha seja perfeita: uma música fácil, que você ama e está com disposição de praticar muito.

Se enjoar, tudo bem. Pegue outra, dê um tempo e, mais tarde, retome-a. Importa, apenas, que a atividade seja prazerosa, para que tenha frutos.

Isso em mente, bastará aproveitar o tempo com bastante paciência. De nada adiantará qualquer frustração ou sensação negativa, de que não está dando certo.

Cada pessoa recebe o prêmio no tempo certo. Nada ocorre antes ou depois, quando há determinação e esforços.

E não duvide: em pouquíssimos dias — até menos do que espera —, você conseguirá cantar e tocar ao mesmo. Até parece um sonho, mas é a realidade.

Por isso, se gostou da matéria, coloque todas essas dicas em práticas. Você verá seu objetivo sendo alcançado. Existe recompensa melhor que essa?

Agora, compartilhe este artigo com seus amigos, e mãos à obra!

É, sempre foi e sempre será um prazer gigantesco ajudar você. E, mais que dicas, essa motivação é o que difere nosso site de outros tantos, que há por aí.

Foi um prazer gigantesco! Adoraremos que volte aqui e nos conte sobre seu sucesso, caro aluno.

Até mais!

You May Also Like

About the Author: Mario Feitosa

Músico e compositor popular, o premiado escritor Mario Feitosa é especialista em tecnologia, poeta e redator. Baixista e violonista com décadas de experiência, seu compromisso é transformar a Música em matéria universal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *